Método de identificação de biomarcadores para doenças mentais graves

Novo método possibilita melhorar o conhecimento sobre doenças mentais graves e pode ser utilizado para diagnóstico mais precoce e acompanhamento de tratamento.

Os transtornos mentais graves são um grande desafio para os sistemas de saúde, tanto em países desenvolvidos quanto em desenvolvimento, causando sérias consequências financeiras. O conhecimento limitado que ainda temos do cérebro somado a ausência de cura e tratamentos limitados fazem com que sejam bem-vindas todas pesquisas direcionadas ao estudo dessas doenças.

O novo método apresenta uma forma fácil e eficaz para a identificação de biomarcadores para doenças mentais graves, especialmente o Transtorno Bipolar (TB) e a Esquizofrenia (SCZ), com a utilização de ressonância magnética nuclear de hidrogenio e quimiometria.


Principais benefícios e caracteristicas da inovação:


  • Método fácil e eficaz
  • Utiliza técnicas e equipamentos já existentes
  • Possibilita o diagnóstico mais precoce de TB e SCZ
  • Contribui para o estudo sobre o cérebro e doenças mentais graves
  • INVENTORES

    LJUBICA TASIC
    • Química – UNICAMP
    • Mestrado em Química – UNICAMP
    • Doutorado em Química – UNICAMP
    • Pós-Doutorado – Lab. Nacional de Luz Síncrotron
    Atua como Pesquisadora e Professora no
    Departamento de Química Orgânica do IQ da UNICAMP
    ELISA BRIETZKE
    UNIFESP

    RONEI JESUS POPPI
    UNICAMP

    MIRIAN AKEMI FURUIE HAYASHI
    UNIFESP

     

  • ANO 2015
  • STATUS Depositado
  • DETALHES UNIFESP / Instituto de Química - IQ / UNICAMP
  • CATEGORIA
TOP