Deprecated: Required parameter $args follows optional parameter $depth in /var/www/html/inovaunicamp/wp-content/themes/bridge/includes/nav_menu/qode-menu.php on line 76

Deprecated: Required parameter $output follows optional parameter $depth in /var/www/html/inovaunicamp/wp-content/themes/bridge/includes/nav_menu/qode-menu.php on line 76

Deprecated: Required parameter $args follows optional parameter $depth in /var/www/html/inovaunicamp/wp-content/themes/bridge/includes/nav_menu/qode-menu.php on line 286

Deprecated: Required parameter $output follows optional parameter $depth in /var/www/html/inovaunicamp/wp-content/themes/bridge/includes/nav_menu/qode-menu.php on line 286

Deprecated: Required parameter $args follows optional parameter $depth in /var/www/html/inovaunicamp/wp-content/themes/bridge/includes/nav_menu/qode-menu.php on line 386

Deprecated: Required parameter $output follows optional parameter $depth in /var/www/html/inovaunicamp/wp-content/themes/bridge/includes/nav_menu/qode-menu.php on line 386

Deprecated: Required parameter $args follows optional parameter $depth in /var/www/html/inovaunicamp/wp-content/themes/bridge/includes/nav_menu/qode-menu.php on line 479

Deprecated: Required parameter $output follows optional parameter $depth in /var/www/html/inovaunicamp/wp-content/themes/bridge/includes/nav_menu/qode-menu.php on line 479

Warning: The magic method Bridge\Shortcodes\Lib\ShortcodeLoader::__wakeup() must have public visibility in /var/www/html/inovaunicamp/wp-content/plugins/bridge-core/modules/shortcodes/lib/shortcode-loader.php on line 27
Semana da Propriedade Intelectual: Farmacêutico, Medição e Engenharia Química lideram os domínios tecnológicos da Unicamp - Inova

Semana da Propriedade Intelectual: Farmacêutico, Medição e Engenharia Química lideram os domínios tecnológicos da Unicamp

Texto: Juliana Ewers

A maturidade tecnológica de um ambiente que estimula pesquisa e inovação é demonstrada, entre outros fatores, pelo bem-sucedido intercâmbio entre as diversas áreas do conhecimento. Na Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), esse indicador está refletido no portfólio de 1.042 patentes ativas que, ao longo dos anos, têm demonstrado uma maior interdisciplinaridade nas tecnologias registradas pela universidade junto ao INPI (Instituto Nacional de Propriedade Industrial). Atenta a isso, a Agência de Inovação elaborou, especialmente para a semana em que se comemora o Dia da Propriedade Intelectual, um ranking com os dez principais domínios tecnológicos do portfólio de patentes da Unicamp.

No topo da lista, aparece a área farmacêutica. Vale ressaltar que nessa área tecnológica estão envolvidos processos de síntese, de extração, de fracionamento, novas composições, novas moléculas, entre outros. Apesar do nome, esse domínio tecnológico não se restringe à Farmácia, tendo casos provenientes das Engenharias, da Química, dos Centros e Núcleos de pesquisa da Unicamp – como é o caso do CPQBA –, da Medicina, da Odontologia e da Biologia, por exemplo. Em segundo lugar, temos tecnologias de medição e que também podem ser aplicadas nas mais diversas áreas. Em terceiro, aparece a Engenharia Química. Na sequência, estão: Tecnologia Médica (4º), Biotecnologia (5º), Química Macromolecular e Polímeros (6º), Materiais (7º), Química dos Materiais Básicos (8º), Química Fina Orgânica (9º) e Tecnologia da Computação – TI (10º).

Sem título

“O portfólio de patentes da Unicamp engloba uma ampla faixa de domínio tecnológico e, portanto, estaríamos cometendo um enorme equívoco se afirmássemos que a nossas patentes se restringem apenas às áreas do ranking aqui apresentado. A riqueza de conhecimento traduzido em patentes das mais diversas áreas tecnológicas é um enorme diferencial de nossa Universidade, demonstrado em recorde de transferência de propriedade intelectual”, analisa Patrícia Leal Gestic, diretora de Propriedade Intelectual da Inova Unicamp.

Outro ponto destacado pela área de Propriedade Intelectual é que as patentes registradas pela Unicamp não só envolvem unidades distintas dentro da universidade como também contam com outras Instituições no processo de pesquisa e registro. “Essas pesquisas em colaboração contribuem para este expressivo e importante portfólio, que demonstra resultados inéditos, com aplicação industrial para solucionar demandas tecnológicas ou criar oportunidades mais vantajosas para o ambiente produtivo”, completa Patrícia Leal Gestic.

E é atrás disso que empresas e outras instituições, tanto públicas quanto privadas, vêm até a Unicamp. Só no ano passado, foram mais de R$ 59 milhões investidos por empresas em pesquisa em colaboração com a Unicamp.  Outro dado interessante são os licenciamentos de tecnologias das quais a universidade é detentora da titularidade. Em 2016, foram firmados 23 contratos desse tipo. Considerando todas as licenças vigentes, são 12,7% do portfólio de 1.042 patentes já no mercado.

Para a Diretora de Parcerias da Inova Unicamp, Iara Ferreira, “é esta diversidade do portfólio de patentes da Unicamp, que amplia nossas oportunidades de transferência de propriedade intelectual para os mais diversos segmentos de mercado e por isso, desenvolvemos em nossa Agência de Inovação a expertise para identificação de empresas em âmbito global e realizamos um diagnóstico prévio de mercado para subsidiar nossas ofertas. Fechamos o ano de 2016 com mais de 1600 ofertas.”

Essa facilidade de comunicação com o meio empresarial foi fortalecida a partir da adoção de um novo formato para a divulgação das tecnologias da universidade. Com a criação de perfis tecnológicos arrojados e atrativos visualmente, compostos por textos simples e diretos sobre a aplicação da tecnologia, foi possível agilizar o trabalho dos gestores de inovação das empresas que, sem demora, identificam o potencial de inovação das tecnologias da Unicamp às quais são apresentados. Do outro lado, há ainda um material facilmente compartilhável nas plataformas digitais e redes sociais, que ampliam ainda mais o escopo de divulgação. O portfólio completo de tecnologias da Unicamp está disponível aqui: https://goo.gl/i3W2HQ

Propriedade Intelectual em números

No ano passado, a Agência de Inovação recebeu 144 comunicações de invenção por parte de seus docentes, pesquisadores e alunos, que resultaram em 80 pedidos de patente junto ao INPI. Esse número bateu o recorde anterior de registros. No exterior, foram mais sete depósitos, além dos 31 PCTs (Patent Cooperation Treaty), Tratado de Cooperação de Patentes, em português.

“A cultura de propriedade intelectual na Unicamp é uma construção diária, intensa e necessária, exigindo atenção especial e o reflexo é muito positivo”, finaliza a diretora de Propriedade Intelectual da Inova Unicamp.

O Relatório de Atividades 2016 completo da Agência de Inovação Inova Unicamp está disponível neste link: https://goo.gl/pJdyRj

capa