Inovação foi a maior nota da Unicamp no ranking THE Impact 2024

Foto colorida mostra pesquisador mexendo em computador onde são exibidas informações de uma pesquisa. Fim da descrição.
A avaliação contempla universidades de todo o mundo quanto aos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU, sendo o destaque da Unicamp o ODS 9 “Indústria, Inovação e Infraestrutura”, cujas atividades são fomentadas pela Inova Unicamp

Texto: Redação Inova Unicamp | Foto: Pedro Amatuzzi – Inova Unicamp

A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) foi classificada como a segunda universidade brasileira com as melhores práticas relacionadas aos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) estabelecidos pela Organização das Nações Unidas (ONU) segundo o Ranking THE Impact de 2024, da Times Higher Education

Pelo segundo ano consecutivo, a pontuação geral da Unicamp foi impulsionada pelo ODS 9, que é de Indústria, inovação e infraestrutura. A nota de 95,9 pontos (de um máximo de 100) é a maior da Universidade entre todos os outros ODS na edição de 2024 do ranking. Vale destacar que a Unicamp aumentou em 7% a própria pontuação em inovação ao se comparar o resultado do mesmo ranking  em 2023, no qual a Unicamp atingiu 89,6 pontos.

Os critérios de avaliação do THE Impact no ODS 9 consideram aspectos como pesquisa sobre indústria, inovação e infraestrutura; patentes citando pesquisas universitárias; spin-offs acadêmicas e renda de pesquisa proveniente da indústria. Na Unicamp, o trabalho mensurado na avaliação é fomentado diretamente pela Agência de Inovação da Universidade.

A Inova Unicamp é responsável pela proteção da propriedade intelectual, tranferência de tecnologias e empreendedorismo tecnológico na Universidade. Dentre suas funções, estimula a comunicação e a cultura da inovação na Unicamp, fomentando, por exemplo, a criação de empresas spin-offs, que são baseadas em conhecimentos e tecnologias da Universidade, bem como dando suporte para o desenvolvimento de negócios disruptivos. Os programas de incubação da Incubadora de Empresas de Base Tecnológica da Unicamp (Incamp), sob gestão da Inova, recebem no ecossistema do Parque Científico e Tecnológico da Unicamp negócios que geram cada vez mais resultados positivos, criando startups resilientes e conectadas com os desafios atuais.

Além do apoio da Incamp na criação de novos negócios tecnológicos, um dos principais programas para a criação de spin-offs na Universidade é o Desafio Unicamp. Uma competição que convida os participantes a formarem equipes e trabalharem no desenvolvimento de modelos de negócios a partir de tecnologias da Universidade. Ao longo de várias etapas, os participantes podem aprimorar suas habilidades empreendedoras. Os finalistas ainda têm a possibilidade de avançar, após a competição, para o programa de incubação da Incamp, reconhecido pela sua excelência pela Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec).

“O trabalho em prol da inovação e geração de empreendimentos inovadores na Universidade, realizado pela Inova, tem o mais alto reconhecimento e a certificação como Centro de Referência para Apoio a Novos Negócios da Anprotec, nível 4. Este nível reconhece a maturidade e eficiência em processos da incubadora, atestando a qualidade do sistema de gestão da inovação na Incubadora da Unicamp, além de sua inserção internacional”, explica o professor Renato Lopes, diretor-executivo da Agência de Inovação da Unicamp.

Outras formas de promover a transferência de tecnologias para a sociedade é por meio do licenciamento de patentes, programas de computador, cultivares e modelos de utilidade desenvolvidos na Unicamp. O suporte na conexão entre docentes, pesquisadores e departamentos de inovação das empresas é feito pela Inova, que acompanha e orienta a comunidade interna nas negociações e desenvolve estratégias de proteção dos ativos de propriedade intelectual que também possam surgir nas parcerias de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) com a indústria, outra atividade que também recebe apoio da Inova.

“Temos trabalhado para aproximar a Agência de Inovação da Unicamp cada vez mais dos docentes, pesquisadores e estudantes da Universidade, levando orientação e capacitação para que possam inovar em suas pesquisas e transferir esses resultados para a sociedade, recebendo suporte estratégico da Inova e promovendo um desenvolvimento sustentável e sustentado baseado em ciência e tecnologia”, explica Rangel Arthur, diretor-executivo associado da Inova Unicamp.

Pensando em otimizar esse trabalho, a Agência de Inovação lançou, em abril, uma nova versão do Portfólio de Tecnologias da Unicamp, com filtros de busca baseados nos ODS, de modo a facilitar o acesso e a navegação da comunidade interna e externa da Unicamp. Essa vitrine tecnológica também está associada a um Portfólio de Competências, no qual docentes e pesquisadores interessados em parcerias de P&D com empresas podem expor suas áreas de atuação e outras informações, ajudando a conectar quem pesquisa na Universidade com quem busca novas soluções tecnológicas para os desafios contemporâneos.

Sobre o Ranking THE Impact de 2024, neste ano, quem lidera a classificação mundial é a Western Sydney University, localizada na Austrália. Já o cenário da América Latina é liderado pela Universidade Nacional Autônoma do México e pelo também mexicano Instituto Tecnológico Monterrey, seguido pela Universidade de São Paulo (USP), que ocupa o primeiro lugar entre as universidades brasileiras, e da Unicamp, que atingiu 78,4 pontos na pontuação geral.