BOLSA DE ESTÍMULO À INOVAÇÃO

A Inova é o órgão que analisa e atesta que a bolsa proposta será concedida para atividade de pesquisa científica e tecnológica e de desenvolvimento de tecnologia, produto, serviço ou processo inovadores e a transferência e a difusão de tecnologia e que atendem as determinações da Lei nº 10.973/2004, emitindo parecer nos termos da Resolução GR-075/2020

Este é o sistema para comunicar a Inova sobre projetos que contemplem bolsa de estímulo à inovação, no âmbito dos acordos e convênios celebrados com instituições públicas ou privadas. Com esta comunicação, a Inova analisará o projeto e emitirá parecer. Para comunicar a Inova, use os botões abaixo.

ATENÇÃO: Este não é o Sistema de Convênio Digital da Unicamp, onde deve ser inserida toda a documentação elaborada após o parecer da Inova.

Critérios de análise para caracterizar a Bolsa de Estímulo à Inovação

Pesquisa básica ou aplicada para adquirir novos conhecimentos e em pesquisas diretas em busca de invenções específicas ou modificações de técnicas já existentes. Desenvolver novos conceitos de produtos ou processos ou outros métodos novos para estimar se eles são factíveis e viáveis, um estágio que pode compreender: a) desenvolvimento e teste; e b) pesquisas adicionais para modificar desenhos ou funções técnicas. (Manual de Frascati)

 

Uma inovação de produto é a introdução de um bem ou serviço novo ou significativamente melhorado no que concerne a suas características ou usos previstos. Incluem-se melhoramentos significativos em especificações técnicas, componentes e materiais, softwares incorporados, facilidade de uso ou outras características funcionais.

As inovações de produto podem utilizar novos conhecimentos ou tecnologias, ou podem basear-se em novos usos ou combinações para conhecimentos ou tecnologias existentes. O termo “produto” abrange tanto bens como serviços. As inovações de produto incluem a introdução de novos bens e serviços, e melhoramentos significativos nas características funcionais ou de uso dos bens e serviços existentes. Melhoramentos significativos para produtos existentes podem ocorrer por meio de mudanças em materiais, componentes e outras características que aprimoram seu desempenho. (Manual de Oslo)

 

Uma inovação de processo é a implementação de um método de produção ou distribuição novo ou significativamente melhorado. Incluem-se mudanças significativas em técnicas, equipamentos e/ou softwares.

As inovações de processo podem visar reduzir custos de produção ou de distribuição, melhorar a qualidade, ou ainda produzir ou distribuir produtos novos ou As inovações de processo incluem métodos novos ou significativamente melhorados para a criação e a provisão de serviços.

Elas podem envolver mudanças substanciais nos equipamentos e nos softwares utilizados em empresas orientadas para serviços ou nos procedimentos e nas técnicas que são empregados para os serviços de distribuição. (Manual de Oslo)

 

Compreendem um grande compartilhamento de difusão de tecnologia e os esforços para promover grande medida das conexões entre empresas e organizações e gerar impactos importantes na produtividade, no crescimento e na inovação. (Manual de Oslo)

 

 

As bolsas podem concedidas para:

  1. servidores ativos docentes;
  2. servidor ativo da Carreira PAEPE, desde que não tenha função na área administrativa;
  3. servidores ativos da Carreira Pesquisador;
  4. estudantes dos colégios técnicos, de graduação ou pós-graduação stricto sensu da Unicamp regularmente matriculados;
  5. pesquisadores do Programa de Pesquisador Visitante Convidado, previsto pela Deliberação CONSU-A-017/2020.

* Quando o projeto envolver a participação de pesquisadores que tenham vínculo com outro ente, público ou privado, a concessão de Bolsas fica condicionada à autorização pela sua instituição de origem.

Os recursos das bolsas são provenientes de convênios e possuem os valores máximos:

  1. aluno do colégio técnico - 1 vez a bolsa de Iniciação Científica da FAPESP;
  2. aluno de Graduação - 2,5 vezes a bolsa de Iniciação Científica da FAPESP;
  3. aluno de Mestrado - 2,5 vezes a bolsa MS-II da FAPESP;
  4. aluno de Doutorado - 2,0 vezes a bolsa DR-II da FAPESP.
  5. integrante do Programa de Pesquisador de Pós-Doutorado - 1,5 vezes a bolsa PD-BR da FAPESP;
  6. integrante do Programa de Pesquisador Visitante Convidado - 2,0 vezes a bolsa de pesquisador visitante nível MS-6 da FAPESP.

O projeto de pesquisa deve conter:

  1. Identificação dos beneficiários quando já definido ou perfis necessários para o desenvolvimento do projeto, com a previsão de como será a seleção dos beneficiários;
  2. identificação das categorias dos beneficiários (servidores ou alunos, indicando curso);
  3. valor mensal das bolsas, vedada a atribuição de valor por hora de dedicação;
  4. carga horária semanal e mensal dedicada às atividades do convênio ou contrato;
  5. duração do pagamento da bolsa;
  6. descrição das atividades que serão desenvolvidas no projeto.

 

Confira a Resolução completa!

 

 

CONTATO

Email:  contratos@inova.unicamp.br

Telefone: +55 (19) 3521-2609 / 3521-2608

Qual é o passo a passo para análise na Inova?

1. Comunicação

O coordenador deve contatar diretamente a Agência de Inovação, preencher os dados dos beneficiários e fazer o upload do projeto.

 

2. Parecer da Inova

Após o cadastro, a Inova terá 10 dias úteis para apresentar o parecer de análise.

 

3. Abertura do Processo

O docente receberá o parecer da Inova e deverá reunir todos os documentos necessários para abrir o processo de parceria na sua Unidade de pesquisa.

 

4. Tramitação Interna

O processo tramitará e será avaliado pela: Congregação da Unidade, Procuradoria Geral, CAAC e CEPE.

 

5. Assinatura

O processo aprovado é assinado pela reitoria e segue para a Funcamp, se tiver sua interveniência, ou para a Unidade de abertura.

6. Parceria Firmada

Pode-se iniciar a pesquisa!

 

Facebook

Twitter

Flickr

LINKEDIN

INSTAGRAM

TOP