Zeferino Vaz, Inova e Pibic entregam prêmios

  • 13 - dezembro - 2013

Fonte: Portal da Unicamp

Adriana Arruda / Isabel Gardenal

Quarenta e quatro pessoas da comunidade da Unicamp foram distinguidas com prêmios pela Universidade na tarde desta quinta-feira, no Centro de Convenções, em uma das últimas solenidades do ano destinadas a agraciar professores, alunos e pesquisadores. Numa mesma cerimônia foram premiados pela sua excelência de seus trabalhos os ganhadores do Prêmio de Reconhecimento Acadêmico “Zeferino Vaz” e daqueles que foram destaque no XX Congresso Interno de Iniciação Científica do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (Pibic) e no Prêmio Inova de Iniciação à Inovação 2012.

O reitor da Unicamp, professor Fernando Costa, abriu a solenidade diante de uma atenta plateia que veio prestigiar os premiados de diferentes unidades de ensino e pesquisa. A mesa de autoridades foi composta ainda pelo professores Ronaldo Aloise Pilli, pró-reitor de Pesquisa; Renato Pavanello, representando o professor Euclides de Mesquita Neto, pró-reitor de Pós-Graduação; José Irineu Gorla, representando o professor João Frederico da Costa Azevedo Meyer, pró-reitor de Extensão e Assuntos Comunitários; Marcelo Knobel, pró-reitor de Graduação; Roberto Lotufo, diretor-executivo da Agência de Inovação Inova Unicamp; e Patricia Magalhães de Toledo, diretora de Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia da Inova Unicamp. O evento reuniu autoridades, docentes, funcionários e estudantes da Universidade, além de familiares e amigos dos contemplados.

O Prêmio de Reconhecimento Acadêmico “Zeferino Vaz”, que destacou 18 professores nesta edição, reconhece o desempenho acadêmico excepcional dos docentes, avaliados de acordo com seus relatórios trienais de atividades. Conheça os premiados.

Esse Prêmio é conferido anualmente a docentes ativos que atuam em regime de dedicação exclusiva (RDIDP) e que tenham se sobressaído nas suas funções de docência e pesquisa. Cada unidade de ensino e pesquisa indica um premiado por ano, dentre os que apresentaram relatório trienal de atividades do ano anterior. Os selecionados passam por várias etapas de exame por especialistas externos à Unicamp e seus nomes são declinados e ganham visibilidade.

A professora do Instituto de Economia (IE) Simone Silva de Deos recebeu pela primeira vez o prêmio Zeferino Vaz, instituído em 1990. Segundo ela, esta distinção considera (premiando) o trabalho acadêmico em todas as suas dimensões. “Temos procurado desenvolver várias atividades e, ao mesmo tempo, desempenhar com esforço e dedicação a docência e a pesquisa”, pontuou, satisfeita com o prêmio. Na cerimônia, veio acompanhada pelo marido Eduardo e pela filha Teresa.

Os certificados pelo prêmio Pibic foram entregues a 20 alunos de graduação que se distinguiram pela qualidade científica dos seus trabalhos apresentados durante o XX Congresso Interno de Iniciação Científica. Foram exibidos 1.465 trabalhos e selecionados os 20 melhores por uma banca externa à Unicamp. Veja os agraciados pelo Pibic.

Orgulhosa de orientar a sua aluna Ana Paula Lino no Instituto de Estudos da Linguagem (IEL), a professora Ana Christina Bentes acredita que o prêmio adveio de uma conjunção de ações, sobretudo pelo grande aproveitamento da aluna com a sua pesquisa, propiciada graças a uma bolsa de incentivo do Banco Santander, para viagem ao exterior. Ela esteve cumprindo algumas disciplinas na Pontifícia Universidade Católica do Peru (PUCP) e voltou com um amplo material. O resultado foi um minicurso, várias exposições fotográficas e publicações sobre a mulher na cultura andina, em que abordou questões de gênero.

Ana Paula fala a língua quechua e teve a grata tarefa de entrevistar mulheres que viviam no Vale do Rio Mantaro, na província de Huan Cayo, uma comunidade rural baseada na prática têxtil e agropecuária. Avaliou a mulher e o corpo feminino na cosmovisão andina. Foi assim que concluiu que os aspectos coloniais e andinos caminham juntos, mas se contrapõem. Enquanto as mulheres diziam que tinham que ter consciência espiritual do seu corpo, tinham que cumprir a função dada por Deus: a procriação. “As mulheres”, notou ela, “acham que têm uma força especial que vem da terra e demonstraram ser bastante místicas. “Só recebi esse prêmio porque contei com a ajuda da minha orientadora, do pessoal do IEL e da população do Peru”.

Inovação

O Prêmio Inova homenageou alunos e professores das áreas Biológicas, Exatas e Tecnológicas. Além de serem presenteados com um kit da Agência de Inovação, seis alunos bolsistas dos projetos selecionados receberam certificados e bonificação de R$ 3 mil cada. Os professores orientadores também foram homenageados no evento. “O objetivo era analisar projetos de iniciação científica e identificar os que possuem maior potencial de chegar ao mercado em forma de processos ou serviços. O prêmio vai ao encontro de um dos escopos de atuação da Inova Unicamp, que é justamente auxiliar docentes e pesquisadores que possuem projetos de pesquisa e, assim, atrair empresas para continuar seu desenvolvimento tecnológico e, posteriormente, disponibilizar a tecnologia para a sociedade”, explicou Lotufo.

De acordo com Fernando Costa, a criação da Inova Unicamp fortaleceu ainda mais a cultura de propriedade intelectual da Universidade. “A instituição tradicionalmente possui papel de destaque na área da inovação, sendo a segunda maior depositante de patentes do país. A Inova promove o auxílio à comunidade acadêmica no escopo da inovação, e o prêmio mostra o reconhecimento da Agência de trabalhos com potencial de aplicabilidade e que mantêm a linha acadêmica e de pesquisa”, ressaltou.

Fernando Costa enfatizou que a cada edição desses prêmios verifica-se abundância de talentos jovens na Unicamp e que a Universidade se orgulha muito do esforço que cada um deles faz para obter excelência, fatores notavelmente presentes no ensino, na pesquisa e na extensão à comunidade, refletida em políticas públicas no país e atividades comunitárias. O reitor parabenizou os premiados, salientando o importante papel dos orientadores e da comunidade universitária como um todo. “É um orgulho termos pessoas como vocês”, declarou.

De acordo com o professor Pilli, os prêmios reconhecem alunos e docentes com desempenho notável no último ano. “Esta homenagem é uma forma pública de reconhecer esforços de alunos e docentes que tiveram destaque nos âmbitos”, disse.

Confira abaixo os homenageados no Prêmio Inova Unicamp de Iniciação à Inovação e suas respectivas linhas de pesquisa:

Óleo essencial de citrus nobilis e citrus aurantifolia: perfil químico por cg-ms, desenvolvimento tecnológico e avaliação in vitro da atividade antimicrobiana e do efeito na dinâmica da formação da placa bacteriana
Aluna: Giovana Signorelli Astolfi Cury
Orientador: Professor Marcos José Salvador

“Influência do tratamento in vivo com nifedipina e coenzima Q10 sobre o processo de degeneração/regeneração muscular em camundongos mdx”
Aluna: Amanda Harduim Valduga
Orientadora: Professora Elaine Minatel

Atribuição de fonte impressora
Aluno: Giuliano Roberto Pinheiro
Orientador: Professor Anderson de Rezende Rocha

Produção de etanol a partir do bagaço de laranja
Aluna: Diana Martiniak Firbida
Orientadora: Professora Ljubica Tasic

Formação de emulsões em microcanais
Aluna: Fernanda Schiavolin Birribilli
Orientador: Professora Rosiane Lopes da Cunha

Preparação de filmes de biopolímeros e efeitos da esterilização térmica na incorporação e liberação do fármaco diclofenaco de sódio
Aluno: Rogério Aparecido Bataglioli
Orientadora: Professora Marisa Masumi Beppu