A imagem mostra três mulheres. (Da esquerda para a direita). Rose Ramos, uma mulher sentada e de pernas cruzadas, usando uma camiseta laranja e um casaco marrom. Ana Frattini, uma mulher de braços cruzados, usando uma camiseta rosa de manga longa. Soraya ElKathib, uma mulher sorrindo, usando uma camiseta branca e um casaco verde. Fim da descrição.

G1 | Número de mulheres fundadoras de empresas-filhas da Unicamp aumenta 59,2% em dois anos

Participação feminina no empreendedorismo cresce, mas grupo de homens ainda é majoritário. Vencedora de prêmio e fundadora de startup destacam alta e dão dicas para quem busca espaço.

Texto original: G1 Campinas e Região. 

O número de mulheres fundadoras de empresas-filhas da Unicamp aumentou 59,2% entre 2019 e o ano passado, segundo dados fornecidos pela Agência de Inovação Inova Unicamp, da universidade estadual, ao G1. Por outro lado, o grupo de homens que figura como fundador ou sócio das companhias representa 80% do total e o indicador, na avaliação da instituição e da primeira mulher vencedora do prêmio de empreendedorismo no parque científico, mostra reflexos da desigualdade de gênero na sociedade.

As empresas-filhas são companhias criadas por profissionais ligados à Unicamp, como ex-alunos, funcionários e professores, ou que tenham como atividade principal uma tecnologia licenciada da universidade estadual. No período avaliado, o total de mulheres à frente das instituições cadastradas passou de 206 para 328, e o número de homens subiu de 997 para 1.343, neste caso, alta de 34,7%.

Leia a reportagem completa no G1.