Foto em sala de auditório. Dois homens brancos de terno apertam as mãos enquanto mostram folha de papel em que assinaram o acordo de cooperação. Fim da descrição

Inova Unicamp e INPI assinam acordo de cooperação técnica

O objetivo da parceria é fortalecer o ecossistema de inovação e a economia local promovendo capacitações e criação de novos negócios a partir de tecnologias da Universidade

Texto: Ana Paula Palazi  | Foto de capa: Pedro Amatuzzi – Inova Unicamp

A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e o Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) firmaram um acordo de cooperação técnica com o objetivo de promover atividades conjuntas com a criação de uma rede de apoio entre as duas instituições para a disseminação da cultura e uso qualificado do sistema de propriedade industrial

O acordo tem duração de 5 anos e não envolve custos. Ele prevê várias ações para impulsionar a inovação, a criação e o contínuo desenvolvimento científico, tecnológico e cultural por meio de capacitações e orientações especializadas. A ideia é fortalecer o ecossistema de inovação e a economia local incrementando o grau de inovação por meio do aumento do uso da propriedade industrial, principalmente o registro de patentes e a oferta desses ativos nas plataformas e programas oferecidos pelo INPI em rodadas de negócios internacionais.

“Temos hoje um ecossistema bem montado que já é ousado em si, mas que pode a partir desse tipo de parceria ganhar uma dimensão ainda maior, envolvendo o mundo empresarial e gerando uma economia mais baseada em conhecimento, que seja capaz de resolver os problemas da sociedade. Sem dúvida, estamos apostando num futuro melhor”, destacou o reitor da Unicamp, professor Antonio José Meirelles.

O Instituto Nacional da Propriedade Industrial é o órgão oficial do governo responsável pelos direitos de propriedade industrial no Brasil. A parceria com a Unicamp é a 50ª feita pela autarquia federal do Ministério da Economia, mas não menos importante. Ela foi considerada como um salto de qualidade no portfólio de acordos do instituto e possibilita ao INPI estar mais próximo do setor científico e tecnológico em um dos três melhores ecossistemas de inovação em estágio avançado do país. 

“É como se estivéssemos entrando para operar no Silicon Valley brasileiro. A dimensão se dá pelo impacto que a Unicamp tem, com 1019 empresas afiliadas, a liderança em contratos de transferência de tecnologia e mais de mil patentes ativas. Ao entrar para a vitrine do INPI, a Unicamp vai praticamente dominar esse show room pelo que já construiu e pelo exemplo que apresenta ao país”, disse o presidente do INPI, Cláudio Vilar Furtado, ao comentar sobre essa aproximação estratégica.

O evento de assinatura aconteceu nesta terça-feira (22) no auditório do Instituto da Computação da Unicamp (IC), com transmissão ao vivo pelo YouTube Inova Unicamp e contou com a presença do reitor da Unicamp, professor Antonio José Meirelles, do presidente do INPI, Cláudio Vilar Furtado, da diretora-executiva da Inova Unicamp, professora Ana Frattini e do secretário-adjunto da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico em Campinas, professor Newton Frateschi, além do Representante da Secretaria Especial de Produtividade e Competitividade do Ministério da Economia, Bruno Portela, que participou remotamente.

Durante o evento também foram divulgados os novos dados do Relatório Anual de Atividades da Inova Unicamp de 2021 no qual é possível conferir número de patentes depositadas e concedidas junto ao INPI no último ano, além de outros indicadores e resumos das transferências de tecnologias da Unicamp para o setor empresarial e para outras instituições.

Assista aqui ao evento completo de assinatura do acordo de cooperação entre Inova Unicamp e INPI transmitido pelo YouTube da Inova Unicamp